Sistema de consignados é implementado de forma pioneira no TCE Amapá

Janderson Carlos Nogueira Cantanhede - sábado, 14 de março de 2020
Sistema de consignados é implementado de forma pioneira no TCE Amapá
TCE - Comunicação

Servidores do Tribunal de Contas do Amapá dispõem agora de uma plataforma eletrônica para consultas e aquisição de consignados. A ferramenta foi desenvolvida pelo Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap) e o TCE Amapá será o primeiro órgão público a dispor da tecnologia.

Lutiano Silva, diretor presidente do Prodap, explicou que por conta da experiência que com consignados no âmbito governamental, o órgão conseguiu gerar um modelo de negócios conectando a plataforma desenvolvida e os bancos e entidades consignatárias.

O convênio entre Prodap e TCE Amapá foi assinado na terça-feira (10/03), em reunião envolvendo membros, diretores e chefes de setor do Tribunal de Contas. “Imaginem a jornada que o servidor fazia, até então, quando queria fazer um consignado. Tinha que ir até o departamento de recursos humanos, consultar margem, pegar autorização, ir ao banco,     que iria validar ou não a autorização, enfim, é uma logística grande e desgastante. A plataforma que estamos oferecendo faz todo esse processo em poucos minutos”, explicou Lutiano.

Luana Carvalho, diretora do departamento de Recursos Humanos do TCE Amapá, explicou que até hoje, todos os lançamentos de consignados eram feitos manualmente na folha de pagamento. Com a nova plataforma, o departamento vai poder exportar de forma automática todas essas informações. “Com um clique vamos resolver toda a burocracia que era feita até então”, disse.

Os servidores correntistas do Banco do Brasil possuem ainda um diferencial. O próprio aplicativo do banco, conectado à plataforma adquirida pelo TCE Amapá, já disponibiliza informações sobre as condições de empréstimo.

Mas não é somente os servidores do TCE Amapá que ganham. O próprio Tribunal vai receber de volta em investimentos tecnológicos, metade de todos os valores arrecadados pelo Prodap com os consignados firmados com os bancos. “Essa é uma parceria onde todos ganham”, comentou Lutiano.

O conselheiro Michel Houat Harb, presidente do TCE Amapá, destacou a importância do convênio e disse que o Tribunal de Contas vive um novo momento, modernizado e alinhado aos avanços tecnológicos. “Estamos constantemente investindo em tecnologia. Em 2019 fizemos importantes investimentos, implementando processos eletrônicos, desenvolvemos sistemas e ferramentas como o Audicontas, Sophia, Alice e Mônica. Este ano, começamos dando um importantíssimo passo oferecendo mais comodidade ao servidor e gerando uma fonte de investimentos para o próprio TCE Amapá”, concluiu.